Textos


EDVALDO ROSA "O POETA SEM FRONTEIRAS".

Sou Edvaldo Rosa, filho de Pedro Rosa e Eudália Alves Martins, sendo Antonio Rosa e Mariana Rosa meus avós paternos e Ana Nunes Martins e Nedino Alves Martins meus avós maternos.
Sou pai de Hugo Soares Pereira Rosa e Murilo Soares Pereira Rosa, e avô de Juan Rosa.
Casado com Maria Auxiliadora dos Santos, padastro de Daniel Victor dos Santos, Roberto Felix da Silva e Hebert Felix da Silva.
Poeta, escritor, divulgador cultural nascido em São Paulo, Capital, na Maternidade São Paulo, em setembro de 1961.
Tenho quatro livros solos, entre poesias e crônicas, e um em coautoria, a saber:
Caminhando com as borboletas, 2009, SP – SP, Poesias.
Marcas no coração, 2012, SP – SP, Poesias.
Crônica das minhas mães, 2014, SP – SP, Crônicas.
E Dueto para o amor, 2015, SP – SP, Poesias em coautoria com o poeta Roberto Ferrari.
Sou coautor em diversas antologias, no Brasil em diversos estados brasileiros, com ênfase nos estados do Rio de Janeiro, Minas gerais e no Exterior, com ênfase em Angola, Colômbia, França, Portugal, Suíça.
Meus textos também foram transmitidos pelas ondas de rádio no Brasil e no Exterior, e divulgados em CDs.
Enquanto divulgador cultural através do site www.sacpaixao.net, faço a divulgação de novos escritores, resenhando as suas obras, distribuindo os seus livros às novas audiências.
Também enquanto divulgador cultural, eu faço a captação de obras literárias para posterior doação, com ênfase no projeto Leve Livros, do poeta e cantor Carlos Silva, nos sertões da Bahia.
Sou acadêmico fundador, acadêmico e acadêmico correspondente em diversas Academias de Letras no Brasil e no Exterior, e na Academia de Letras e Artes de São Paulo, ACLASP, sou 1° Secretário.
Através do trabalho de Izabelle Valadares á frente da Literarte, recebi a alcunha de “Poeta sem fronteiras”, posto que pelo incentivo dela, participei de inúmeros projetos editoriais propostos por ela à frente desta conceituada Associação de Escritores, tendo assim presença confirmada em publicações espalhadas pelo mundo...
A Literarte levou a minha arte para a América latina, para a Europa, entre outros países.
Como motivo de alegria e orgulho desta minha presença brasileira em diferentes audiências, fora os proporcionados para mim pela Literarte, cito como as mais recentes a Antologia Latinoamericana III, de Hermanados Por las Letras, coordenado por William Rodriguez Guerrero em Cartagena das Índias, e a Antologia Lusófona “Sol de Inverno” de Isidro Sousa, do Porto em Portugal.
Por fim, através da escrita e da difusão de literatura, destaco a importância de se tocar a alma, o coração das pessoas, procurando com arte propiciar que haja comunhão entre todos os seres humanos, e um dos caminhos para esta comunhão é a amizade, amizade que me abre as portas deste Brasil continental, e que, a despeito do atlântico que nos separa, me faz comungar com os escritores portugueses Francisco Coimbra e Manoel Paulo.
E neste momento através da Literarte, peço licença para entrar em terras gregas, e que a Grécia possa ser também o meu lar!
 
 
 
 
 
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 24/06/2021


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr