Textos


POR AMOR...


Risquei o fósforo e acendi o lume,
Única forma de elevar aos céus os meus queixumes...
Falar não basta, nem gritar na praça!
A sós, no oratório da sala,
Destravei as travas de minha alma,
Destranquei a arca em que se transformou o meu coração...
Para por ás claras as chagas em busca de um algo a mais...
Enquanto a chama consome o pavio e a parafina,
Meu censo se afina, com o invisível que me embala...
E assim enquanto o lume morre,
Escorre de minha face uma única lágrima...
É a minha redenção afinal!

Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
10/05/2020
 
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 05/06/2020
Alterado em 06/09/2020


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr