Textos


O AVESSO DAS PALAVRAS...


Disse-me amor, pareceu-me ter ouvido sofrimento,

disse me amar, deu-me a entender bem menos...

Disse alegria, com uma mesma boca triste,

com um certo pesar no olhar!

Fica-me no peito um receio a se confirmar,

que o que me dizes não é o que estas a sentir...

Tenho medo de lhe perguntar o que sentes;

medo de que se confirme que não me amas mais,

que não queres ser minha jamais

e só não sabes como me falar!

Meus ouvidos anseiam o ecoar de palavras doces,

querem o reverberar emocionado d'antes

quando suas palavras pareciam murmurios, miados

de uma gata no cio, ronronando comigo no telhado!

Com as garras afiadas, descontroladas a meu peito rasgar!

Fico a procura de forças,

que me arranquem dos sentidos

a sensação de estarem no avesso as tuas palavras...

Procuro encantamento, para encantar-te novamente,

parece-me que desta mágia careço!

Não estou bem certo sobre teus sentimentos,

mas neste momento uma coisa é certa:

Como o avesso das tuas palavras

doeria menos o seu silêncio!



Edvaldo Rosa

15/09/2007

WWW.SACPAIXAO.NET

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 17/09/2007


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr