Textos


SANTO DELÍRIO...

E eu aqui insone, com as horas tão lentas,
Pensando e sentindo, a sua ausência!
Lembrando...
A tua voz tão rouca, e tão mansa,
Acariciando os meus ouvidos,
Enquanto teus beijos sem inocência,
Percorriam o meu corpo, trêmulo,
De desejos e saliências...
E eu aqui insone, com as horas tão lentas...
Sonhando com as tuas mãos tão ásperas e tão intensas!
Santo delírio a percorrer-me desde as entranhas...
E eu aqui insone, com as horas tão lentas,
Sentindo-me, sem você, uma estranha!

Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
30/11/2018
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 30/11/2018
Alterado em 30/11/2018


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr