Textos


Destino incerto

Decerto tenho que caminhar,

deserto escaldante, areias a me soterrar,

passos pesados...

Um mundo sobre os ombros...

Lágrimas no olhar!

Peito ofegante,

respiração tão dificil de respirar...

Boca seca de vontade de falar,

mas faltam palavras, como me falta o ar!

Incerto destino...

Qual direção sob o sol,

onde o mar?

Decerto neste deserto há uma seara!

Um paraiso em meio a este inferno,

verão dentro deste inverno,

primavera a minha espera,

enquanto um outono desfolha, folha a folha a mim...

Destino incerto?

Incerto é o fim que já mostra os sinais de seu começo

em mim...

EDVALDO ROSA

02/09/2007

WWW.SACPAIXAO.NET

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 02/09/2007


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr