Textos


Miragens...

 

Miro a aragem que passa por mim,

fixo porto, num ponto, para encontrar-te!

Descortino o sonho,

a realidade dispo...

Posso tocar na miragem um corpo,

o calor que emana, sentir...

Teu perfume impregna

meu olfato de jasmim...

Vejo cores que formam texturas,

as das tuas formas!

Box, báu, vaso-sacrosanto,

em que guardas teus tesouros:

Teus sentimentos e tua alma!

Doce é tua presença,

terão sal as tuas lágrimas!?

Qual! A aragem se dissipa...

Só a saudade de ti é que não vai embora!

Aperta-me o peito...

Fica tão difícil sorrir!


Edvaldo Rosa

WWW.SACPAIXAO.NET

11/08/2007


 

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 11/08/2007
Alterado em 11/08/2007


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr