Textos

Dueto/Entrelace:Reflexos Distantes, EM BUSCA DO AMOR.../Edvaldo Rosa/DENISE SEVERGNINI
Lancei na rede meus pensamentos,
TÃO LONGE, A AFASTAR-ME DOS TORMENTOS
foi junto, muito de meu coração!
E A PAZ QUE PEDIA EM ORAÇÃO
Nem sabia bem o que esperava, que me retornasse!
CRUEL ESPERA...FOSSE O QUE FOSSE

Sonhos? _SERÁ QUE OS TIVE?
Realidade?_UMA ILUSÃO QUE CONTIVE?
Mentiras? UMA CONFIANÇA NEGADA?
Verdades?_UMA UTOPIA MALTRATADA?

Sei que entre as tranças da rede, vi reflexos...
UM EMARANHADO DOS MEUS COMPLEXOS
Distantes reflexos de mim mesmo!
SOLTOS NO ESPAÇO A ESMO
Solidão e abandono.
TRISTEZA, DOR E DESENGANO
Falta de saber o que fazer do futuro...
SENSAÇÃO DE BATER A CABEÇA NO MURO
Vontade de me dissipar em pleno ar!
FICAR ASSIM, LIVRE A FLUTUAR...

Lancei na rede meus sentimentos,
(TÃO SOFRIDOS, COITADOS!)
lancei no éter minha verdade,
(TÃO DESACREDITADA!)
lancei no espaço meus desabafos,
(NÃO FORAM NEM ESCUTADOS!)
nos braços do desconhecido!
(COMO SERIA UMA VIDA ACABADA?)·...

Lancei a mim mesmo no espaço!
EM BUSCA DE UMA ÍNFIMA ESPERANÇA
Apenas para ver num reflexo distante,
AQUELA IMAGEM QUE TINHA AO SER CRIANÇA
que a vida se repete e se refaz!
E DEPOSITA EM NOSSO CORAÇÃO A PAZ
E por mais dores que traga no peito,
SEMPRE DEFENDEREI MEU DIREITO
DEIXAREI, SEMPRE
meu peito pulsa por amor,
QUE DESFAZ O SENTIR DA DOR
AMOR MAIS, muito,
e bem mais!
SEMPRE AMOR!

Edvaldo Rosa/DENISE SEVERGNINI
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 06/10/2005
Alterado em 15/11/2005


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr