Textos


MINHA ALMA TÃO TUA...



Sabe o que sinto?
Um frio na barriga, a garganta seca,
O coração a sair pela boca,
Quando a tua voz rouca,
Sussurra amor em meus ouvidos...
Sabe por que me calo?
Porque espero o teu beijo na nuca,
Teus lábios colarem-se nos meus,
Tua respiração na minha,
E meus desejos e sonhos misturados aos teus...
Sabe por que te chamo,
Nas noites frias,
Sem estrelas e sem lua,
Deitada insone, numa cama nua?
Porque estar só é uma tortura,
E a procura de ti, meus olhos desgasta...
E enquanto as horas da noite,
De tão lentas não passam,
Arrancando-me lágrimas nos olhos secos,
Como uma adaga afiada a transpassar o meu peito,
Ferindo de morte, a minha alma tão tua!

Edvaldo Rosa
31/03/2016
www.sacpaixao.net
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 24/06/2016
Alterado em 24/06/2016


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr