Textos


“Tributo aos Bambas do Samba – Uma Homenagem de Palavra”.
 
Sempre me impressionei com a capacidade de organização e de criação brasileira, e em um exemplo particular cito o carnaval, festa com caráter brasileiro único!
Faz parte de um processo de criação coletiva que atinge um patamar de excelência indiscutível e impressionante, é uma paixão!
Sempre pensei o porquê de não nos unimos com igual dedicação em outros tantos momentos da vida cotidiana brasileira...  Mas, o que me anima nestas linhas, não são pendores políticos, e ou sociológicos, mas a leitura do livro de poemas do autor Carlos Alberto Carneiro Souza, “Tributo aos Bambas do Samba – Uma Homenagem de Palavra”.
Neste volume o autor Carlos Alberto Carneiro Souza destaca figuras impares do Samba, figuras  emblemáticas, mas segundo Julio Cesar Farias que prefacia o livro, “ em sua arrebatadora escrita poética, o autor não se preocupou em apenas rimar versos ao acaso, Carlos Alberto incursionou, sobretudo, na vida e no legado de cada homenageado para extrair sua poesia de aclamação, mostrando a importância e o valor de cada artista no panorama musical brasileiro”.
Sim, este “Tributo aos Bambas do Samba – Uma Homenagem de Palavra”, é uma demonstração de amor, de carinho, de respeito, aos amigos de fé, ao samba, ao samba de quadra, á Cartola, Noel, Pixinguinha, Candeia, João Nogueira, Clara Nunes, Bezerra da Silva, Emílio Santiago, Monarco, Paulinho da Viola, Davi Correa, Dona Ivone Lara, Arlindo cruz, Zeca Pagodinho,  Marquinhos de Oswaldo Cruz, Beth Carvalho, Marron, Leci Brandão,  Aragão, Fundo de quintal, Martinho da Vila, Benito de Paula, Demônios da garoa, ás Yabas, aos bastidores do samba, á Portela, Império, Tradição, Mangueira, Padre Miguel,  Salgueiro, Estácio de Sá,  Vila Isabel, Ilha, Unidos da Tijuca, Beija-Flor, Leopoldina, Unidos do Viradouro.
Assim, em um livro sensível, poético, musical,  Carlos Alberto, traz ás raízes do Samba, uma nova luz!
Não que não estivessem sob os holofotes, mas por que quando vemos o carnaval como um conjunto uniforme e coeso, em sua luta para vencer a Sapucaí, pouco nos lembramos daqueles que torna possível que tudo isso aconteça: Os músicos, os poetas, as escolas, tão dignos desta “homenagem de palavra”.
Não podemos esquecer que o que o autor Carlos Alberto faz aqui neste livro é um registro histórico.
Conhecer aos membros que constituem nossa história não é obra de fácil execução, ainda mais se nos pensarmos como um país sem memória, mas vale cada instante de esforço...
 Temos aqui neste “Tributo aos Bambas do Samba – Uma Homenagem de Palavra” uma obra cativante, clara, rápida, a nos guiar na procura das raízes do samba, de nossas raízes!
E não sejamos loucos o bastante, para nos furtarmos a conhecer a nós mesmos...
E em grande medida, só podemos nos conhecer através dos olhos dos outros!
Ou antes, não deixemos nossos nomes caírem na boca do povo; pois não é corrente que quem não gosta de samba bom sujeito não é?
 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
15/11/2015
 
 
 
   
Carlos Alberto Carneiro Souza
Enviado por Edvaldo Rosa em 15/11/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr