Textos


Encontro com a natureza...

O estrangeiro!

Estranho em terra alheia
sem saber das coisas seus nomes e significados
pus-me a observar a vida lindeira
para tomar ciência e inserir-me naquele pedaço de espaço!

Penetrei num silêncio profundo,
num tempo sem pressa, despreocupado!
Num instante onde impera o ciclo das águas
no seu escorrer interminável!

Ao longe as serras espargindo nuvens,
parindo, pareceu-me, o próprio céu!
Ao meu lado pregada a meu olhar atento
uma relva diversa e animais soltos, correndo ao léu!

E o silêncio dantes tão profundo, agora mostrava-se alterado,
um cão ladrando por um lado, por outro o gorgear das aves...
Lá na distância um som repetindo-se pelo ar, pelo ar levado
tocando a audição mais atenta; gotas soltas, despencando das folhas das árvores!

Abençoei a minha ignorância... Ignorância benfazeja!
Fez com que ficassem em minha conciência marcados
os mistérios, os encantos de meu primeiro encontro com a natureza,
plena, leve, solta ao meu lado!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
 
19/05/2007
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 29/05/2007
Alterado em 05/06/2007


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr