Textos


DÊ-ME AS MÃOS...


Quando o outono tocar nossas vidas,

E a nossos pés, nossas esperanças, dispersas no chão,
Reviradas pela brisa do tempo,
Junto a algumas, últimas pétalas, dê-me a tua mão!
Sigamos em frente...
Juntos em nosso amor, em nosso carinho,
Na chama que abrasa a nossa alma,
E a tormenta e a calma que habita em nosso coração!
Quando o que fomos se renova,
E que parece morrer, lembranças que se vão embora,
Dê-me a tua mão... E sigamos em frente!
Nada pode ser mais belo do que o que fomos,
Nada é mais forte do que somos juntos, atados...
Se toda a beleza em nossas vidas é passada,
São também esperança de um belo futuro...
Pois, somos vida que se renova, enquanto vidas que se propaga,
Como chama que bruxuleia ante a brisa que sopra,
Mas que desafia as trevas ais densas... Teimosa!
 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
14/07/2014
 
 
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 20/09/2014
Alterado em 20/09/2014


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr