Textos


É de gota em gota que se faz o mar!
 
Encaminhando-me para o meu fim,
Vim, lentamente, encorpando o meu ser...
Apenas para perceber,
Que o meu fim, é antes de tudo um (re) começo...
Titubeando os passos,
Vim a muito cruzando o espaço,
Como uma luz, de estrela distante,
Brilhante ainda, brilhando ainda!
E quantas não foram as lágrimas,
Umedecendo o pó dos caminhos?
Mas, tudo não foi inútil, nem vago,
Mas apenas etapas dum caminho,
Que se inicia a cada aurora,
Em cada noite, que em silêncio, adormecendo,
Sonhava os passos de outro dia!
Eu?
Estou seguindo!
- É de gota em gota que se faz o mar!
 
 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
03/07/2012
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 03/07/2012


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr