Textos


Amo-te...

Amo-te em silêncio, enquanto dormes,
em murmúrios enquanto de te beijo,
que me acende no corpo desejos,
que amando-me consomes!
Amo-te em cada palavra dita,
que trocamos com olhos nos olhos...
Que trocamos sem meias palavras ou medida,
no passar das estações de nossa vida!
Amo-te em paz e com glória;
és na primavera de minha vida, as flores,
os perfumes, os pássaros...
És no inverno o calor que me acalora...
És no verão a brisa que me refresca e amorna...
És em meu outono,
quando meus sonhos parecem que morrem,
minhas forças escaceiam,
a esperança de permanência, de futuras auroras!
Amo-te enquanto dormes, em silêncio...
Para que sintas paz!
A mesma paz que me traz seu amor
e seu jeito de me amar!
Não tenho pressa em consumir este amor de todo,
deixo com o tempo, a função de passar...
Vou te amando simplesmente,
amo-te profundamente,
e simplesmente quero sempre te amar!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
20/01/2007
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 24/01/2007


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr