Textos


 Eu te amo ainda... Amo agora!*
 
Eu te amo ainda, amo agora!
Neste instante, triste prenuncio de solidão...
Em que tudo quer naufragar num frio silêncio,
Qual afiada adaga, fincando-se em meu coração!
Não ouso pensar, aceitar, perdê-la!
Em vê-la desvanecer na distância...
Ouve no que digo o que significam minhas palavras!
Volta tua face e toca meus olhos, entra em minha alma,
Em meu coração...
Verás que esta separação é um erro, um engano, um engodo!
Deixa-me tocar-te uma vez mais...
Sentirá que eu te amo, amo ainda, amo agora...
Neste instante, pleno de esperança, de não perdê-la...
Em que procuro forças para não chorar,
Mas não, para te deixar!
Em que peço sinceramente, perdão!
 
Edvaldo Rosa
03/10/2011


www.sacpaixao.net
acesse também:
http://edvaldorosa.blogspot.com/

*Esta poesia faz parte da Antologia Melhores da poesia Brasileira, Org. por Monica Y. Rosenberg e Jane Rossi, All Print Editora, SP, 2012



Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 14/02/2012
Alterado em 31/03/2013


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr