Textos


Ocaso da esperança...
 
Neste instante em que a solidão me espreita,
E tudo é puro silêncio!
- Cortando meu peito, feito afiada adaga!
Eu te quero minha, somente minha!
Nem posso pensar em perdê-la...
Em vê-la desvanecer na distância!
Ouve o que digo!
Nota o que minhas palavras significam!
Quero a tua face colada na minha...
Percebendo que esta separação é um erro, engano, engodo...
Quero tocar-te... Para que sintas que eu te amo!
Eu te amo ainda, amo agora...
Volta!
Não precisa ser de partida esta nossa porta entre aberta...
Nem a morte prematura, de nossa recém vida manifesta!
 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
31/10/2011
 
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 08/01/2012


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr