Textos


Versos quebrados...
 
Escrevo-lhe mais este poema!
Amargo fruto do que trago n’alma, no coração...
Pequeno poema, eu sei bem, quase um rascunho,
Mas pleno de sentimentos e emoção!
Poema com rimas incertas,
Versos quebrados...
Versos molhados,
Pelas minhas lágrimas mais sentidas...
Pisadas e repisadas,
Pela solidão em que se transformou a minha vida,
Á tua espera!
- Com olhos fixos para além da janela...
Escrevo-lhe mais este poema,
Sabendo que nunca o lerás...
Escrevo-lhe, mesmo assim, estes versos quebrados,
Estes versos plenos de loucura e irrealidade...
- Hoje, só, tenho vivido de passado!
Amo-te ainda!
Sem nem ao menos saber, nem suspeitar,
Onde você esta!
E com quem...
 
Edvaldo Rosa
15/11/2010
www.sacpaixao.net
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 15/10/2011


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr