Textos


Acontece de um amor ir-se embora...

Acontece de um amor ir-se embora...
Abrindo em nosso peito uma chaga,
que nem nossas copiosas lágrimas,
lava, nem medica, nem cura!
Acontece de um amor ir-se embora...
Na hora um abismo se abre aos nossos pés...
E o vôo que nossa alma empreende
da luz do céu,
ás luzes do inferno desta cova,
é morrer sem ser a devida hora!
E enquanto o coração rememora doces momentos,
a mente em tormento procura respostas...
Como o pensamento não se encontra pleno,
mais sábio é os olhos que choram...
As lágrimas sejam oceânicas,
tsunamis bravios,
que apaguem todo o amor do peito!
Que levem todas as lembraças doces do pensamento!
Acontece de um amor ir-se embora,
mas se for um verdadeiro amor
ele será vaga...
Que mesmo morrendo na praia,
do fundo do oceâno retorna!
E a sensação de morrer é apenas etérea,
e o abismo é apenas uma grande montanha,
cujo cume apenas é da altura de nosso amor!
Acontece de um amor ir-se embora...
E se não retorna não é amor,
é paixão, encantamento e mais nada!

Edvaldo Rosa
30/10/2006
WWW.SACPAIXAO.NET
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 31/10/2006


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr