Textos


AMANTES...
 
Outra vez, temo o amanhecer...
Onde teus braços se desprenderão dos meus,
E o meu corpo longe do teu,
Esperará o novo dia acontecer...
Será longa a espera,
Por um teu retorno, inteira,
Para mim, ansioso e tenso,
Que minuto a minuto, calculará as horas...
Outra vez, amarei insano, a noite nova,
Procurando a liberdade em teus braços,
Qual um prisioneiro neste quarto,
Qual um degredado nesta alcova...
Outra vez entre lúcido e louco,
Contarei os instantes para teu retorno...
Controlando o medo, de que não venhas,
O pavor de que se deixe estar com o outro...
Embora jures que nem o ama!
Outra vez, temo o amanhecer,
Nos dias nem ouves o meu corpo que te chama...
E amo a noite...
Só nas noites, calas os meus gritos, seca os meus prantos
Com os toques doces da própria boca!
 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
29/11/2010
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 29/11/2010


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr