Textos


Eu chorei...
 
Hoje, eu chorei!
Lágrimas poucas, contra muitas dores...
Lágrimas roucas, sem voz,
Contra, o alarido gritante nas dores muitas...
Lágrimas frias!
Contra todo o calor dos sentimentos...
Lágrimas, apenas lágrimas minhas!
Em copiosa onda!
Uma onda apenas...
Um único fio de mágoas,
Um único espelho, misero espelho...
Para toda a face minha! Toda minha alma!
Hoje, eu chorei,
Como se nem houvesse chorado!
A dor nem era tanta, quanto à raiva,
Quanto o desencanto,
Quanto o desalento,
De não tê-la comigo, nos braços...
Para saciar a fome de meus sentidos,
Com os teus beijos...
Chorei hoje, um pranto perdido no tempo...
Entre as horas a sós apenas comigo,
E as que estivemos tão juntos, tão unidos...
Senti-me um pouco perdido, outro tanto contigo!
E em ter-te e o não ter-te,
Ficam apenas as minhas lágrimas,
Sem sentido!
Pois não me reatam contigo...
Pois não me (re) colocam ao teu lado!
Pois não mudam a direção
Que as coisas tomaram no passado!
Que por nem estarem assim tão findas,
Nas frestas de meus sentidos,
De minhas carnes,
Ainda trago vibrando em mim...
Que fim é este?
Que não chega nunca ao seu fim...
 
Edvaldo Rosa
22/03/2010
WWW.SACPAIXAO.NET
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 22/03/2010


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr