Textos


APENAS AMANTES?

É tudo silêncio agora,
estou só, apenas comigo!
Na penumbra do aposento,
no qual a poucos momentos,
trocamos juras de amor...
Como poderemos levar isso avante?
Quando escancararemos portas e janelas,
para que todos saibam, o que já sabemos,
que nós nos queremos
e nos amamos?
É tudo silêncio,
penumbra,
lágrimas e sofrimento agora!
Pois o mel de teus lábios,
que sorvi gota a gota, em teus lábios,
tem um gosto de fel,
a cada momento que passa,
em que estou cada vez mais só,
eu comigo mesma...
E que uma nuvem escura toma conta,
do que antes era tão azul, tão céu!

Edvaldo Rosa
18/02/2010
WWW.SACPAIXAO.NET
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 05/03/2010


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr