Textos


MULHER É O MAR E O CAIS...



Olho teu corpo com contemplação...

Seus movimentos são pura ação dos ventos da criação!

E nele quero navegar...

Teu corpo cheio de ondas,

me acolhe em controlada paz...

Nele naufrago descontrolado, insano!

E nele me perco,

e dele sacio a minha fome...

Contido por ele,

que parece consumir-me, nele!

E saio das ondas de teu corpo, refeito!

As forças de tuas vagas

levam minhas dores,

curam as minhas chagas...

Matam a minha fome de vida e de amor!

Dentro de suas quentes e macias águas,

meu corpo se transforma...

E em ondas esvaem-se meus desejos...

Aplacam-se os meus medos,

com a sensação de não ser só!

E compartilhando de teu corpo

vou me inteirando de teus mistérios...

E a compreensão de nós ascende á outros hemisférios!

Contemplando teu corpo, estirado a meu lado,

mar navegado,

saciada a minha fome,

saciado os teus desejos,

aporto meu barco, descanso...

E vejo as ondulações em teu corpo estirado,

ondulando pela força dos ventos da criação,

e não retenho em mim as emoções...

É um milagre da vida ter ido tão longe,

é uma benção ter uma dádiva nas mãos...

O tudo mais é nada,

pois você é o meu tudo minha amada...

Pois você é minha mulher, é o meu mar, é o meu cais...

E nesta vida não preciso de mais nada!



Edvaldo Rosa

05/11/2009

WWW.SACPAIXAO.NET

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 05/11/2009


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr