Textos


MÂE, MAIS UM PEDIDO QUE LHE FAÇO...

POESIA DE EDVALDO ROSA

Ilustração Contemplação de José Kronernbergue Coelho
 
http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=64534&categoria=1


MÃE...
QUANTO MAIS CAMINHO, VOU SEGUINDO
POR UMA TRILHA QUE POR MAIS QUE BRILHE
TAMBÉM MOSTRA A ESCURIDÃO QUE A RODEIA!
SINTO ANTE A SUA PRESENÇA 
SAUDADES DE UMA INFÂNCIA,
UMA BRINCADEIRA,
UMA TROÇA,
E QUANTO NÃO TEM DE IMPORTÂNCIA
E SIGNIFICADO?
O MEU SABER, QUE NADA SABE,
ME LANÇA PONTAS AGUDAS DE DOR...
E VIM BUSCAR EM SEU AMOR UM TANTINHO DE ESPERANÇA!
NÃO ADIANTA QUERER SER A CRIANÇA QUE FUI!
RESTA-ME SER O QUE NÃO SOU...
TER MOMENTOS FELIZES E CAROS Á MEMÓRIA
É O QUE ME MANTÊM LUCIDO!
E PRODUZINDO SONHOS,
E SONHOS DE AMOR!
MÃE SIGA COMIGO!
POR FAVOR!
SÓ SEI DE ONDE VIM,
NÃO SEI AINDA PARA ONDE VOU...
SIGA COMIGO MAIS UM TANTINHO DA ESTRADA!
ATÉ QUE EU DESCUBRA,
SOB OS VÉUS QUE SELAM EM MISTÉRIOS,
O QUE EU SOU...
E PARA O QUÊ ATÉ AQUI EU VIM!
E ESTE PEDIDO QUE LHE FAÇO,
QUE LANÇO SOLTO NO ESPAÇO
É UM GRITO...
É UM SUSPIRO...
É UM MURMÚRIO!
DE QUEM AINDA É UM REBENTO,
COM MEDOS E RECEIOS DE ARREBENTAR...
E VOCÊ QUE FOI MEU ÚTERO,
FOI E SEMPRE, MEU ESTEIO, SERÁ!


EDVALDO ROSA
28/10/2009
WWW.SACPAIXAO.NET
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 28/10/2009
Alterado em 05/11/2009


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr