Textos


Dueto: Escultura Edvaldo Rosa / Saramar Mendes

ESCULTURA / Saramar Mendes

A primeira palavra,
A segunda palavra
e depois, uma dança de palavras
em um espaço antes vazio e Imenso.
Recuos e enlaces projetando no ar
certos sentidos e urgências.
Flores. palavras-flores,
como românticas cartas antigas,
lancam-se, em intermezzo.
Sorrisos aparecem como vagalumes
que se esqueceram de se apagar e
vão ficando, ficando.
Alguns sons vêm e vão, compondo,
recompondo um bale envolvente.
Quem sabe,música?
Quem sabe,palavras doces?
Movimentos indecisos do seu início,
temerosos do seu findar
preenchem o vazio que
se esvai,lento, lento.
Palavras,mais flores-palavras
e ei-la,invadindo o que antes não era.
Sedução

Saramar Mendes
www.casadoescritor.com
www.abrindojanelas.blogspot.com


Escultura / Edvaldo Rosa

Tudo iniciou-se com um olhar,
Olhos nos olhos, num segundo movimento,
e depois numa dança de imagens,
onde antes era um espaço vazio e imenso!
Recuos e enlaces, projetando-se no ar,
com um certo sentido de urgência!
Ah! Quantos sonhos não sentimos nascendo,
como antigas imagens romãnticas de filmes antigos,
lançando-se uma sobre as outras,
como vagas e vagas findas de alto mar!
Sorrindo aparecendo em nossas faces,
com o fogo de vagalumes em noite escura,
que parecem morrer ao apagar-se,
para renascer no próximo brilho, sob a lua!
Alguns sons vindos ao ouvido,
Melodias? Palavras? Sussuros?
Só nós dois sabemos quão doce aquelas palavras,
pousando plácidas aos nossos ouvidos!
Nossos movimentos, nossas atitudes, naquele inicio indeciso,
foram com o tempo esculpindo o nosso amor!
Preenchendo o teu/meu, nosso coração e n'alma
o que antes era apenas solidão!

21/01/2006 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
www.casadoescritor.com

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 25/05/2006
Alterado em 25/05/2006


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr