Textos


POEMA SINTÉTICO...
 
Adoro teu corpo pêra,
Espera...
Trago na boca um gosto úmido...
Teu corpo se encaixa em meu corpo
Feito uma luva...
Espera...
Teu baton tem gosto de uva...
Teu olhar é feito duas jabuticas juntas!
Espera...
Que faço, que falo nestas horas noturnas?
Pensamentos vagam...
Ondas perdidas...
Loucura!
Ainda aguardo teu corpo em meu corpo!
Espero que me mate a fome devassa...
Não passa...
Não passa o desejo insano!
Onde teu corpo inteiro?
Espero!
 
Edvaldo Rosa
04/11/2008
 
 
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 04/11/2008
Alterado em 14/07/2015


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr