Textos


Justo quando caminhamos noite adentro,
Um sentimento me prespassa o peito-
Saudades dos bons momentos,
Sua imagem dançando em meus olhos...
Ainda que estejas a meu lado, deitado em nosso leito!
Risos afloram em meus lábios, e uma nostálgia me assola gostosa!
Agora, que estamos em silêncio, e o pulsar em meu peito, é o que ouço agora...



Só penso em você, que dorme em paz, mas
Outra forma não encontro, para dizer-te como te amo-
Uma que tivesse mais encanto,
Sobre a qual lhe falasse sem medo! Apenas te olho e me calo... 
Acaricio os teus cabelos, em pensamento,  pra não cortar teu sono:
                                                                                                   Meu amor existe em silêncio!

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 12/02/2006
Alterado em 16/02/2006


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr