Textos


A palavra exata...


Queria a palavra exata na ponta da língua,
em cada momento que me calas,
pois silênciar me constrange...
Posto que me assusta e abala!
Como queria responder a cada toque,
como queria corresponder a cada sorriso...
Como queria!
Mas vens e me silência,
e me toca,
e me olhas,
e me acaricias...
Mas vens sorrindo á larga,
face marota, feições de menina,
num rosto de mulher madura!
- Pecado e malicia...
E tudo em mim se modifica!
Queria estar pronto para a sua chegada,
prevenido contra a sua vinda...
Mas cada novo encontro contigo,
é uma surpresa sempre nova...
Se me falta a palavra exata
ante o maravilhar-me contigo...
Deixo-as num canto da mente, num canto da nossa alcova...
Que me venham á língua noutra hora!
Agora... Só quero o mel em sua boca!

02/01/2008

Edvaldo Rosa

www.sacpaixao.net
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 10/06/2008
Alterado em 10/06/2008


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr