Áudios


Meu corpo é tua casa!


Meu amor estou a tua espera,
desde a hora da partida,
na verdade nem devias ter ido embora,
e agora só espero a tua vinda!
Batem á porta insistentemente,
minha mente sente que és tú lá fora,
meus olhos encharcam-se em lágrimas,
quando veem que não é você que bate á porta!
A campainha grita loucamente,
meus ouvidos te presentem
como que se ouvir-te ouvisem agora!
Que silêncio, profundo de morte,
quando chegando á porta não estas presente!
Estou em meio as cortinas,
meio escondida, para ver-te
antes que me vejas...
Uma sombra passa pelos meus olhos focados lá fora,
meus olhos se enchacam de lágrimas...
Choram por ver chegar a hora de nosso encontro...
Apresso o passo,
não quero perder-te,
correndo chego á porta,
antes que bata, ou a campainha toque,
que possa com sua chave abrir a porta,
minha casa já esta aberta para a sua presença,
entre, entre sem demora,
meu corpo é tua casa,
entre e se refresca,
Entra e fique á vontade!

02/12/2005
Enviado por Edvaldo Rosa em 02/02/2006




Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr