Áudios



O peso das águas em teu olhar...

E tu me olhas
com este olhar perdido,
congelado, num tempo, no tempo,
com olhar em lágrimas!
Não consigo ver alêm do pranto,
não toco as tuas chagas,
não queres o meu colo...
Tua voz apenas murmurios,
só há silêncios agora!
Teu olhar não se fixa no meu,
teu corpo se recente de meus toques,
enquanto o meu reclama o teu!
Sou transformado em um observador, preso a ti,
pela sua tristeza levado a reboque!
Minha voz a sós, não te roubam a atenção,
nem por instantes...
Como queria saber o peso das águas de teu pranto,
para poder dividi-lo contigo!
E tu apenas me olhas,
entre olhos com este olhar perdido!

Edvaldo Rosa
15/05/2006
www.sacpaixao.net
Enviado por Edvaldo Rosa em 05/08/2006




Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr