Textos


Carta de amor por Eudália

Olho a minha frente, ao tempo ruim e chuvoso e eu vejo a água escorrendo nos vidros,
engraçado, eu consigo criar uma imagem distorcida, não sei se é pela irregularidade do escorrimento dos pingos, ou se é pela mistura das minhas lágrimas, que embargam a minha visão.
Esta imagem mostra um corpo feminino, esguio,mas estraordinariamente sensual. Ornamentado por uma cabeleira clara e curta, mas com muita feminilidade.
Um rosto maravilhosamente angelical, uma boca pequena, mas, tentadoramente voluptuosa.
Olhos lindamente cor de mel...
Mesmo o estrondo fortissimo de um trovão, quase que não me tira do marasmo e da absorção dos pensamentos, mas me traz ao mundo real; um mundo triste, um mundo que por sua ausência transforma-se em uma imensidão descomunal. Um mundo de uma turva e cinzenta realidade:
- Essa vida sem você,meu amor!
Os meus olhos já se transformaram em brasas, por chorar por você, solitário, em minha cama.
Sinto que se esvai a minha resistência; já não suporto mais conter o meu amor por você!
É como se fosse um vulcão em erupção, e eu tentando asfixia-lo com um infimo grão de trigo.
Lia, eu gostaria que você lesse esta mensagem várias vezes, e não entendesse que é um amontoado de palavras,e sim, como se fosse a retratação de um sentimento.
O meu amor por ti é tão profundo e sem fim como os oceanos.
O meu coração palpita saltitante por ti, desde o primeiro momento que te ouvi.
Não atino outros lábios; outros braços ou outro amor, que não sejam os seus.
Tenho esperança de que um dia estaremos juntos,quizera eu que este amor tivesse desabrochado desde a adolescência até a eternidade!
Sempre fiel e verdadeiro será o meu amor por ti.
Para a sempre jovem Eudália, do seu fã Nicola.

SP/19/09/2005
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 26/10/2005
Alterado em 26/10/2005
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr