Textos

QUASE UM NOVO HOMEM...
Quase um novo homem...

Muda-se a face, para ter-se outra cara,
Aparando as marcas de tempo, e de estradas...
Vez e outra vestindo outras vestes,
Noutras, despindo-se de tudo...
- Como se fossemos nada!
E mirando-se no espelho,
E nas retinas doutros que passam,
Quase uma ilusão de ser outro,
De ser novo, de novo se instala!
Mas, que nada!
Quando muito conseguimos ser
Quase um novo homem...
Resta o que somos por dentro,
E este ser não tem maquiagem que apague,
Nem fatiota que disfarce...
E para este, nem a nudez serve para nada!

Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
12/08/2017

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 12/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Comentários