Textos


OCASO DO DIA DE HOJE...

Nesta noite que mal se inicia,
Onde alguns destinos não mais coexistem,
Prefiro olhar para o céu... Evito lágrimas!
E se elas vierem ao meu rosto,
Teria mais gosto, que ao invés do rés da terra, do pó da terra,
Preferissem, as lágrimas, evolar no ar!
Pois sinto, que lá no horizonte,
Onde o ocaso do dia de hoje, dá o seu tom de despedida,
Existe uma estrada intangível,
Onde um espirito de amor,
Finda a dor e as alegrias fugazes,
Encaminha-se rumo ao amor que lhe animava o próprio ser!
Posto que aqui, este espirito, por amor, a si próprio esquecia,
Definhando a sós...
E se aqui findam destinos,
Desatam-se nós,
Deixando marcas profundas nos que ficam,
Outros se iniciam...
Obra do arquiteto do universo,
Que no tempo certo dará, tal mistério, a ver também para nós!

Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
07/06/2014
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 20/09/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr