Textos


Poesia na varanda...
 
 
A noite dorme profundo dentro de teus olhos negros,
A menina de meus olhos brinca com o brilho de estrelas,
Nos fios finos de teus cabelos...
- Que uma brisa fria revolve alheia aos meus dedos!
Tua boca murmura desejos e medos,
- Enquanto teu corpo pulsa ante meus afagos,
Colada em minhas orelhas, entre mordidas e beijos...
Teu olhar fixa-se ao meu, e no corredor adentro,
- Teme que venham quebrar a magia do momento!
Tudo e todo o tempo parecem  se paralisar,
Na varanda, plena de poesia e encantamento
Não existem passos... E nossos atos estão sob câmera lenta,
Enquanto nossos sentidos ora se revolvem, ora se pacientam,
Já ao longe só o canto da passarada
E o farfalhar da mata pelo caminhar do vento...
Enquanto a noite corre, lenta!
 
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
12/03/2013
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 11/03/2013
Alterado em 11/12/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr