Textos


POESIA!

Joguem-me na masmorra mais longincua que puderes,
para que eu não abale a tua conciência!
Para que minhas palavras não desmoronem
as bases de sua existência!
Deixem-me apodrecer no carcere,
pois eu quero dar liberdade á sua existência!
Dar vazão á razão, que se mostra presa!
Evidênciar todos os sentimentos,
que julgas atrapalhar-te!
-Loucura!
Prenda-me em uma camisa de força,
com os nós mais firmes que possas...
Pois quero contaminar-te!
Poesia, falo de amor...
Criatura que não mede palavras e gestos,
vou pintando um universo que desconheces...
Ou com o qual não se conforma!
Dou forma ao que sentes, ou presentes...
Fôrma que forma teus medos... Tuas angústias...
Sou o perigo de que vejam em mim,
o que não ofereces...
O carinho, o amor, a companhia, o tesão!
Afasta-me o quanto puderes...
Mas não me mates!
A minha existência precisa de ti!
E tu precisas de mim, pra existir!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
16/02/2007
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 19/02/2007
Alterado em 16/10/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr