Textos


NATAL, VIDA QUE NASCE!



Durante todo o decorrer do ano, 365 dias de labuta, vamos nos desgastando, físico e mentalmente.
No natal, damos sempre uma parada, para colocar as idéias no lugar, os sentimentos em ordem...
Comigo é sempre assim!
Em meio ao alvoroço das festas natalinas, sempre encontro um momento de reflexão!
Apoiando-me nas palavras de Santo Agostinho, vou aqui dando testemunho de mim mesmo, para que aqueles que lerem estas linhas possam ter uma idéia do que me passa no coração!
No natal eu me reencontro com o que há de melhor em mim!
Procuro num momento de recolhimento, acessar em meio as minhas memórias, aquelas que são mais caras.
Lembranças do tempo de criança mesclam-se com as de agora, e não raras vezes uma lágrima me banha a face...
Eu tenho muita sorte em ser quem sou se é que se pode chamar de sorte, todo o trabalho empreendido na minha construção.
E foi um esforço conjunto de muitas pessoas... Que demandou muitas lágrimas, muitas preocupações e cuidados.
Ao ver-me, não posso deixar de ver aqueles que estão ao meu lado, e muitos não tem o que eu tenho e talvez nem tivessem a oportunidade de tê-las.
Mas são coisas da vida, concretas, afeitas ao tempo.
As pessoas têm fome do quê?
As pessoas têm sede do quê?
Estas palavras me vêm á mente, trazidas na memória pela melodia de uma música antiga...
Não tenho como responder pelos outros, e de novo falando de mim, tenho a resposta na ponta da língua.
Neste momento nada me falta!
Embora os meus planos para o ano que se iniciará perfaçam uma longa lista!
Ao pensamento se apresenta o cerne do natal.
Nascimento! Vida!
Nascimento da Verdade Viva!
Da rocha onde se apoiará a minha vida, nos tempos que virão!
E é através Dele, que tudo se fará em mim e para mim! E para todos nós!
O natal é sempre vida que renasce, por um motivo muito importante, Deus se fez homem, e conviveu conosco, provando da humanidade para libertá-la dos grilhões criados por ela mesma!
É a esperança encarnada, na forma mais simples e pura!
Sem arroubos, sem luxos, sem nada... Quando digo nada, quero falar das coisas que queremos ter no natal... Ou após a passagem dele!
O mais importante esta dado: A liberdade de nossos pecados! De nossas faltas!
É a estrutura onde deve se apoiar toda a nossa vida, nossa conduta e os nossos pensamentos.
Todo o resto é conseqüência, resultado de nosso trabalho e esforço na vida!
Natal é sempre a vida renascendo, trazendo o que há de melhor!
Depois dele, tudo é colheita!
Durante todo o decorrer do ano, somos chamados ao trabalho da semeadura, e tendo feito isso, poderemos ter o que nos mate a sede, nos mate a fome!
Você que lê estas linhas, já fez a sua semeadura de hoje?
Seja como for, mais um natal se aproxima; o Filho de Deus feito homem renascerá!
Que Ele tenha acolhida em seu meio, em seu coração, em sua alma e em sua vida!

Edvaldo Rosa
19/10/2009
WWW.SACPAIXAO.NET



Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 20/11/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr