Textos



Meu anjo amigo!



Não sei exatamente de onde eu vim.
Imagino que deve ter sido
de lá dos confins...
Você sabe da minha procedência,
e eu apenas tenho minha crença...

Vim de algum lugar
com um propósito
para nesta terra executar.

Me abraça meu Anjo!

Muitas vezes você me sopra aos ouvidos
e surdo se faz o meu escutar...

Quero ouvir todos os seus acordes.

Me acode?

Me abraça meu Anjo,
toca em meu ombro.
Me ampare sempre que perceber
que corro risco de levar um tombo.

No cair de minhas lágrimas,
empresta teu manto
pra enxugar meu pranto?

Quando de meu percurso reto desviar,
me chame,
me faça ver o seu apontar?

Meu anjo!

Me abraça, a cada vez que eu sentir
que a vida passa sem graça...

E me abraçando
me leve a voar para dentro de mim
onde se faça melhor o meu raciocinar.

Envolva meu espírito,
me ensine a paz plantar!
Me ajude a ser mais valente,
estendendo a mão,
e emprestando meus ouvidos
ao lamento de toda gente

Cuide de meu descanso,
e de todo meu despertar.

Anjo Amigo!

Meu guia, espírito iluminado,
designado por Deus para meus cuidados.

Mensagem recebida de: Yasmin1533 < my_br1@hotmail.com >
Entre em contato com o grupo: "Folhas Ao Vento Poesias" < FolhasAoVentoPoesias@groups.msn.com >
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 27/02/2006
Alterado em 27/02/2006
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr